A bem dos bebés indefesos

CAVACO SILVA DEVE VETAR A LEI DO ABORTO

Continua a luta contra a legalização infame do aborto sem motivo justificado até às 10 semanas (depois… será até às quantas? Até ao “birth partial abortion”, essa horrenda e diabólica invenção da legislação norte-americana, que camufla um infanticídio em aborto, permitindo a matança de um bebé no útero da mãe, praticamente no acto de nascer…?!)

Depois de haver passado o prazo para a fiscalização preventiva da constitucionalidade da nova lei do aborto, sem que o Senhor Presidente da República haja usado desse mecanismo constitucional, o diploma está agora nas suas mãos, pelo que se espera que o mais alto magistrado da Nação tome a única atitude verdadeiramente nobre e digna, que se impõe, depois de o governo socialista e o seu grupo parlamentar terem enganado da forma mais vil e torpe o bom povo português: exercer o direito de veto.

A moral e o bom senso, e, mesmo, o positivismo legal, determinam que não poderá haver alternativa no que a esta questão se refere.
Depois de ter sido feito um referendo com uma pergunta falaciosa para iludir a maioria incauta dos eleitores e condicionar a votação no sentido do sim ao aborto; depois da aprovação ilegal do referendo que não reuniu resultados para ser validado, pois os eleitores que não votaram (mais de metade) tornaram a vitória do «sim» juridicamente não vinculativa; depois de ilegitimamente a lei sobre o aborto haver sido aprovada na Assembleia da República, com manifesta transgressão e inequívoco atentado ao princípio da inviolabilidade da vida consagrado na Constituição, e sem que, por outro lado, houvesse sido conseguido o consenso alargado para a sua “aprovação” (com votos apenas dos partidos da “esquerda”, e alguns poucos, espúrios, de deputados do centro-direita), contrariamente ao que o Presidente da República sugeriu e pretendia – para evitar clivagens entre os portugueses, em matéria tão melindrosa e delicada – é bem de ver que Cavaco Silva apenas pode tomar uma decisão: VETAR A LEI.

Se o fizer, ganhará o respeito do povo português e terá contribuído decisivamente para que não se escancarem as portas ao mais ignóbil e nefando dos crimes, que é o da matança de bebés inocentes e indefesos!

Explore posts in the same categories: Aborto, Direito, Vida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: